Nicolau Bukárin
ft2ft1

NIKOLAI IVANOVITCH BUKÁRIN nasceu no dia nove de outubro de 1888 e morreu no dia 15 de março de 1938, na cidade de Moscou, Rússia. Foi um dos mais influentes políticos russos do início do Século XX. Ativo propagandista do marxismo, ingressou aos 18 anos no Partido Social Democrata dos Trabalhadores Russos. Preso em 1911, conseguiu fugir, seguindo para a Alemanha. No exílio, foi companheiro do Vladimir Lênin. Viajou, então, por diversos países da Europa. Em 1916, conseguiu chegar a Nova York, nos Estados Unidos, entrando no país com falsa identidade. Na capital do mundo, publicou um jornal comunista denominado “Novo Mundo”. Ao eclodir a revolução russa de 1917, retornou ao seu país.

Foi, então, eleito membro do Comitê Central no VI Congresso do Partido Comunista. Ocupou, depois, o cargo de diretor do jornal Pravda (“Verdade”). Em março de 1919, no I Congresso Internacional Comunista, foi eleito membro do Comitê Executivo, voltando a visitar vários países da Europa Ocidental. Em 1920, publicou o livro “Economia No Período de Mudança”. Em 1924, foi eleito para o Politburo, órgão máximo do Partido Comunista. Opositor do presidente Josef Stálin, foi, em 1929, afastado do jornal e expulso do Comitê Comunista Internacional e do Politburo. Ficou, entretanto, como diretor do jornal Izvestia. Preso e expulso do Partido Comunista em 1937, foi condenado à morte em 1938 durante os grandes processos de Moscou. Não adiantaram os apelos feitos por intelectuais franceses, sendo, então, executado.


 

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados