20210115aProudhon

PEDRO JOSÉ PROUDHON nasceu no dia 15 de janeiro de 1809 na cidade de Besançon, Região da Borgonha, França. Morreu no dia 19 de janeiro de 1865 na cidade de Paris. De origem humilde, começou a trabalhar cedo numa tipografia. Nessa época, entrou em contato com liberais e socialistas experimentais. Em 1838, já diplomado pela faculdade da cidade natal, rumou para Paris, onde em 1840 publicou a obra “Que é Propriedade?” No texto se afirma anarquista. Defende a tese segundo a qual a propriedade é um roubo.

Sustentava que a exploração da força de trabalho de um semelhante era um roubo e que cada pessoa deveria comandar os meios de produção de que se utilizasse. Em 1842 lançou algumas teses no livro “Advertência aos Proprietários” e foi processado. No entanto, acabou absolvido, pois os juízes se declararam incompetentes para julgá-lo. Depois disso foi para a cidade de Lyon, onde se empregou no comércio. Nesse período entrou em contato com uma sociedade secreta que defendia uma doutrina segundo a qual uma associação de trabalhadores da nascente indústria deveria administrar os meios de produção. Com isso esperavam transformar as estruturas sociais, não pela atração econômica mas pela revolução violenta.

Em 1846 escreveu o “Sistemas de Contradições Econômicas ou Filosofia da Miséria”. No livro criticou o autoritarismo comunista e defendeu um estado descentralizado. Participou da revolução de 1948 em Paris. Entre 1849 e 1852 ficou preso por causa das críticas direcionadas ao imperador Napoleão III. Em 1851 escreveu o “Ideia Geral de Revolução no Século 20”. No texto colocou a visão de uma sociedade federalista de âmbito mundial, sem um governo central, mas baseada em comunas autogeridas. Os comunistas acabaram por rotulá-lo de reacionário quando defendeu uma união entre proletários e burgueses. Depois de publicar em 1858 o “A Justiça na Revolução e Na Igreja”, obra anticlerical, passou a viver sob a vigilância da polícia. Isso o levou a se exilar em Bruxelas. Em 1864 voltou a Paris e publicou o “Do Princípio Federativo”, uma síntese da suas concepções da política. Mesmo depois da morte, as ideias do Proudhon se espalharam por toda a Europa.

20210115b


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados