banner-topo

Fortunato de Almeida, o maior investigador histórico de Portugal

fortunato-de-almeida in1Fortunato de Almeida
linha-gif

FORTUNATO DE ALMEIDA PEREIRA DE ANDRADE nasceu no dia 15 de abril de 1869 e morreu no dia 27 de setembro de 1933, na localidade de Vilar Seco, Portugal.

Bacharelou-se pela Faculdade de Direito de Coimbra e dedicou toda a sua vida ao estudo e ao ensino, deixando uma obra que evidencia o seu trabalho de professor e de investigador da história de Portugal. Ao longo da sua vida, publicou uma valiosa obra historiográfica, continuando o trabalho de Alexandre Herculano e de Henrique da Gama Barros. Na obra A História da Igreja em Portugal (1910-1928), reuniu e sintetizou uma variada informação bibliográfica, colhida em diferentes fontes documentais, demonstrando o seu poder de síntese e capacidade de interpretação histórica.

A sua outra obra mais marcante, A História de Portugal (1922-1929) é monumental, que lhe exigiu muito trabalho de investigação. Nela, o autor historia o desenvolvimento de Portugal desde a Lusitânia pré-histórica até ao reinado de Dom Manuel II. Publicou ainda múltipos artigos e vários manuais escolares. Entre os seus estudos destacam-se O Infante de Sagres, A Questão Social, Avaliação do Domínio Direto Nos Prédios Urbanos, Curso de História Universal, Curso de História de Portugal, Curso e Geografia Física e Política, Princípios de Geografia e História das Instituições em Portugal. Ocupou um lugar de relevo nos estudos históricos, geográficos, literários, políticos e religiosos da última década do século XIX e nas três primeiras décadas do século XX. A cidade de Coimbra recorda o historiador na toponímia de uma das suas ruas e na casa onde viveu.


© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados