Thomas Skidmore
ft3ft1ft2

THOMAS ELLIOT SKIDMORE nasceu no dia 22 de julho de 1932, na cidade de Troy, Estado do Ohio, Estados Unidos. Morreu no dia 11 de junho de 2016, na cidade de Westerley, Estado de Rhode Island. Historiador, debruçou-se sobre a política brasileira. Começou a esmiuçar o país na década de 1960, após completar o doutorado na Universidade de Harvard, com uma pesquisa sobre a Alemanha do Bismark. Recebeu, então,  uma bolsa de três anos para estudar um país da América Latina, num período em que acadêmicos americanos eram incentivados a voltar seus interesses para a região. O primeiro resultado desse trabalho foi a obra “Brasil: De Getúlio Vargas a Castelo Branco”, publicada em 1967 pela Oxford University Press. O livro se tornou clássico imediato na literatura acadêmica.

O livro, pioneiro no campo das tentativas de explicação do golpe de 1964, foi, depois, publicado no Brasil pela Companhia das Letras.  Nos anos seguintes, o historiador continuou se dedicando à história brasileira, publicando outros trabalhos de peso como “Preto no Branco—Raça e Nacionalidade no Pensamento Brasileiro” (1974) e “Brasil de Castelo a Tancredo” (1988). Logo, ganhou proeminência por suas análises sobre o país. Já como “brasilianista” reconhecido, entrou por duas vezes em confronto com o regime militar brasileiro em função de declarações que repercutiram no mundo. Numa delas, assinou com outros historiadores estrangeiros uma carta aberta contra a prisão do historiador Caio Prado Jr. Por causa dos posicionamentos em relação à América Latina foi várias vezes acusado de ser um agente da CIA. Retirou-se da vida pública em 2009, morrendo em 2016 em decorrência de complicações cardíacas.


 

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados