pietro-bembo f2Pietro Bembo

Pietro Bembo nasceu no dia 20 de maio de 1470, na cidade de Veneza, Vêneto, Itália. Morreu no dia 18 de janeiro de 1547, na cidade de Roma. Filho do Bernardo Bembo, embaixador veneziano, acompanhou o pai nas suas andanças diplomáticas. Foi, inicialmente, para Florença, onde ficou até 1480. Em seguida, morou na cidade de Ferrara.

Teve acesso a cortes, nas quais os escritores gozavam de grande prestígio. O começo da sua vida cortesã coincidiu com os seus estudos clássicos, inicialmente em Messina, com Constantino Lascaris, em 1492, e, depois, em Pádua, com Niccoló Leonico Tomeo. Na cidade de Urbino, em 1506, conheceu o cardeal João de Médicis, que, eleito papa com o nome de Leão X, reclamou a sua presença em Roma.

O seu trabalho foi redigir, no latim do Marco Túlio Cícero, as bulas pontifícias. Por isso, o seu período na capital católica foi longo. Ficou por lá até 1519, período que ficou conhecido como “ciceroniano”. Em seus ensaios da “Prosa Em Língua Vulgar”, conseguiu uma aproximação entre teses opostas sobre a língua. Afirmou ser importante conferir toda a dignidade à língua vulgar, a fim de torná-la semelhante ao latim em sua perfeição. Terminou a obra em 1525. Como historiador, retomou a obra iniciada pelo Marco Antonio Sabellico, escrevendo, em latim, a história de Veneza. Em 1539, o papa Paulo III o nomeou cardeal, cabendo-lhe os bispados das cidades de Gúbio e Bérgamo.


 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados