banner-topo

Louisa Alcott e a singeleza de suas histórias em As Mulherzinhas

louisa-alcott in1LOUISA MAY ALCOTT nasceu no dia 29 de novembro de 1832, na localidade de Germantown, Pensylvannia, Estados Unidos. Morreu no dia 6 de março de 1888, na cidade de Boston, Massachusetts.

Filha de intelectuais pobres, foi obrigada a trabalhar desde jovem. Todavia, encontrava tempo para a Literatura, escrevendo poemas, peças e contos. Em 1852, seu primeiro poema Sunlight (Luz Solar) foi publicado pela revista Peterson, sob o pseudônimo de Flora Fairfield. Em 1855, foi a vez do seu primeiro livro, Flower Fables (Fábulas de Flor). Em 1860, seus contos começaram a ser publicados pela revista Atlantic Monthly. Cresceu na companhia de Henry David Thoreau e Ralph Waldo Emerson. Em 1862, foi para a cidade de Washington, onde serviu como enfermeira na Guerra de Secessão Americana. Como outras participantes do conflito, contraiu a febre tifoide, que lhe deixaria sequelas por toda a sua vida.

Em 1863, ainda na capital americana, escreveu Hospital Sketches, seguido de Moods, de 1864. Viajou à Europa em 1865. De volta aos Estados Unidos, tornou-se editora da revista infantil Merry´s Museum. Já com certa fama literária, foi procurada pelo editor Thomas Niles, que lhe encomendou um livro especial: Little Womens (Pequenas Mulheres). O livro fez sucesso imediato, vendendo, de saída, mais de dois mil exemplares. Isso levou o editor a solicitar a produção de um segundo volume, lançado em fins de 1869, e com uma tiragem inicial de treze mil exemplares. O sucesso seguiu com a publicação de Old Fashioned Girl, em 1870. Little Womens, aliás, foi um dos livros mais adaptados para o cinema. A versão mais recente, de 1994, teve direção de Gillian Armstrong e nos papéis principais as atrizes Susan Sarandon, Winona Rider, Trini Alvarado e Claire Daines.

A obra conta a história de quatro irmãs, Josephine, Amy, Margaret e Beth. Começa com ternas memórias de infância e traça, num colorido mapa de vida, as aventuras e desventuras do seu crescimento, o despertar do amor, ilusões e desilusões, o contato de perto com a morte. É um livro terno e intemporal, em que o leitor se deixa prender pelo enredo e vive a ação, partilha sensações, vibra com as alegrias e tristezas das quatro irmãs. A história, não tendo propriamente muita ação, é um conjunto de pequenos acontecimentos na vida das irmãs, que apesar de simples, levam o leitor a querer continuar e saber um pouco mais do crescimento destas irmãs. A grande particularidade do livro, é o fato de as personagens estarem sempre a mudar, a crescer, a aprender com os seus erros No Brasil, o livro foi publicado em 1995 (Ediouro), 1998 (Attica), 2000 (Melhoramentos), 2001 (Musa), 2005 (Martin Claret) e 2012 (Girassol).

as-mulherzinhas c1Obras
linha-gif

1855 • Flower Fables
1863 • Hospital Sketches
1864 • The Rose Family
1865 • Moods
1867 • Morning-Glories and Other Stories
1867 • The Mysterious Key and What It Opened
1868 • Little Women (Mulherzinhas)
1869 • Good Wives (As Mulherzinhas Crescem)
1870 • An Old Fashioned Girl
1871 • Little Men (A Rapaziada de Jo)
1872 • Aunt Jo's Scrap-Bag
1873 • Work: A Story of Experience
1875 • Beginning Again
1875 • Eight Cousins (Oito Primos)
1876 • Rose in Bloom (Rosa Em Flor)
1877 • A Modern Mephistopheles
1877 • Under the Lilacs
1880 • Jack and Jill
1886 • Jo's Boys
1886 • Lulu's Library
1888 • A Garland for Girls
1893 • Comic Tragedies Written by Jo and Meg


© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados