banner-topo

Descobertos contos e poemas inéditos do norte-americano Truman Capote

t-capote2Truman Capote: a sangue frio

07/10/2014 — Foram descobertos mais de trinta contos e poemas inéditos escritos pelo americano Truman Capote (1924-1984) na adolescência, anunciou nesta segunda-feira (02/10/2014) o jornal alemão Die Zeit. Os textos serão publicados na revista da publicação — a ZEITmagazine — e ganharão edição em livro em 2015. O diretor da editora alemã Kein & Aber, Peter Haag, e a editora da obra de Truman Capote, Anuschka Roshani, são os responsáveis pelo achado. O jornal afirma que nos contos e nos poemas o escritor já se mostra “um grande estilista”. Capote foi um romancista, contista e dramaturgo que alcançou reconhecimento com a publicação do livro “A Sangue Frio” nos Estados Unidos, em 1966.

t-capote1Truman Streckfus Persons nasceu no dia 30 de setembro de 1924, na cidade de Nova Orleans, Luisiana, Estados Unidos. Morreu no dia 25 de agosto de 1984, na cidade de Los Angeles, Califórnia. Seus pais se divorciaram quando ele tinha quatro anos, forçando-o a morar com os parentes maternos. Criança solitária, aprendeu sozinho a ler e a escrever antes de entrar na primeira série. Era comum encontrá-lo, aos cinco anos, com um dicionário e um bloco de notas. Ele afirmou ter escrito um livro com nove anos de idade. Aos dez, submeteu seu conto “Old Mr. Busybody” a um concurso infantil patrocinado pela Mobile Press Register.

Em 1933, mudou-se para Nova York, voltando a morar coma mãe. Entre 1943 e 1946 escreveu uma série de contos, os quais foram publicados por revistas de alcance nacional. Seu primeiro romance de sucesso — “Outras Vozes, Outros Lugares” — foi publicado em 1948. O reconhecimento da crítica aconteceu, porém, em 1966 com o romance “A Sangue Frio”. Ele relata o brutal assassinato de uma família na cidade de Holcomb, localizada no interior do Estado do Kansas. Considerada a primeira obra do “Novo Jornalismo”, para escrevê-la o autor se deslocou para a cidadezinha, onde entrevistou os familiares das vítimas e dos assassinos, recolheu documentos oficiais, leu cartas e diários e presenciou o enforcamento dos criminosos. Publicado primeiramente em capítulos, o livro, depois, bateu recorde de vendas. A vida do autor foi contada no filme “Capote”, lançado em 2005.



© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados