marcelo rezende 20170917Marcelo Rezende

MARCELO LUIZ REZENDE FERNANDES nasceu no dia 12 de novembro de 1951, na cidade do Rio de Janeiro. Morreu no dia 16 de setembro de 2017, na cidade de São Paulo. A descoberta do jornalismo se deu aos 17 anos, quando foi visitar a redação do Jornal dos Sports, da capital carioca. Interessado, logo voi convidado para fazer um estágio. Depois, contratado, trabalhou no jornal por dois anos. Como tinha feito muitas amizades, conseguiu um emprego na Rádio Globo. Em 1972, foi elevado à condição de copidesque do jornal O Globo. Ali, teve oportunidade de conhecer o Tim Lopes, especializado no jornalismo investigativo.

Depois de sete anos nas Organizações Globo, foi convidado para trabalhar na revista Placar, da Editora Abril. Por oito anos e meio naquela redação, foi repórter, editor e chefe da sucursal no Rio de Janeiro. Cobriu a Seleção Brasileira em duas Copas do Mundo, participou da reportagem que apurou os escândalos na Loteria Esportiva em 1983. Em 1987, o chegou à televisão, na área de esportes da Rede Globo. Cobriu os clubes do Rio de Janeiro e participou das transmissões dos jogos, por exemplo, da Copa América de 1989, na equipe do Galvão Bueno e do Chico Anysio. Logo depois, foi transferido para a área da Editoria Geral. A primeira cobertura policial foi o assassinato dum dos empresários mais ricos do Rio, José Carlos Nogueira Diniz Filho.

Foi aí que o instinto investigativo de repórter apareceu. Mas continuou na Editoria Geral, fazendo fontes. Participou da transmissão do festival de música Rock in Rio, fez reportagem sobre a primeira rede de telefonia celular do Brasil e participou da cobertura do funeral de Ayrton Senna, em São Paulo. No jornalismo policial, cobriu a prisão dos sequestradores do empresário Roberto Medina, a busca ao paradeiro do PC Farias, o crescimento e as invasões do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, a indústria da pirataria fonográfica chinesa e a corrupção na Confederação Brasileira de Futebol. Em 2002 saiu da Globo e foi para a Rede TV para apresentar o programa “Repórter Cidadão”. Ganhou fama nacional, porém, com o programa “Cidade Alerta”, apresentado na TV Record entre 2012 e 2017.


 

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados