Castello Branco

CARLOS CASTELLO BRANCO nasceu no dia 25 de junho de 1920, na cidade de Teresina, Estado do Piauí. Morreu no dia 1.º de junho de 1993, na cidade do Rio de Janeiro. Além de jornalista, apresentava-se como escritor. Depois de terminar o colégio na cidade natal, mudou-se para o Estado de Minas Gerais, onde formou-se em Direito. Mas a vida toda foi dedicada ao jornalismo. Começou nos Diários Associados em 1939. Depois de exercer diversos cargos de chefia, resolveu se dedicar à reportagem política, inicialmente no O Jornal, do Rio de Janeiro, e depois no Diário Carioca. Na revista O Cruzeiro, em 1952, estreou na literatura, com o conto “Continhos Brasileiros”.

Foi secretário de imprensa no curto governo do Jânio Quadros  em 1961. Com a renúncia do presidente, assumiu a chefia da sucursal do Jornal do Brasil em Brasília (1962 a 1972). Nesse jornal, nasceu a “Coluna do Castello”, lida, apreciada e temida pelos políticos, pois escrita por um profundo conhecedor dos bastidores do poder e um intérprete arguto da realidade política. Manteve a coluna até o fim da vida. Em 1976, assumiu a presidência do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal. Nesse cargo, enfrentou o regime militar. Por isso, após o decreto do Ato Institucional 5, acabou sendo preso. Pela luta pela liberdade de imprensa, ganhou diversos prêmios internacionais. Em 1982, elegeu-se para a cadeira 34 da Academia Brasileira de Letras.

20200720a


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados