jefferson-davis in1Jefferson Davis

JEFFERSON FINE DAVIS nasceu no dia 3 de junho de 1808, na localidade de Fairview, Condado de Christian, Kentucky, Estados Unidos. Morreu no dia 6 de dezembro de 1889, na cidade de Nova Orleans, Louisiana.

Descendente de uma família aristocrática sulista, estudou na Academia Militar de West Point. Em 1828, lutou contra os índios americanos em diversas campanhas. Foi por sete anos oficial do exército dos Estados Unidos . Casou-se em 1835, abandonando a carreira militar para se dedicar à plantação de algodão. Dez anos depois, foi eleito deputado federal, cargo que ocupou até 1846. Neste ano, passou a comandar um regimento de voluntários do Estado do Mississipi. No ano seguinte, foi eleito senador da República por este estado, para o mandato 1847-1851.

Entre 1853 e 1857, exerceu o cargo de secretário (ministro) da Guerra. Em 1857, foi novamente eleito senador pelo Estado do Mississipi, ficando no cargo até 1861. Quando da Guerra Civil Americana, defendeu a separação do sul e foi contrário à entrada do da Califórnia como estado da União. Como secretário da Guerra, tomou medidas importantes, entre as quais a prospecção da região das Montanhas Rochosas, como objetivo de construir uma linha férrea rumo ao Oceano Pacífico. Em 1861, foi eleito presidente dos Estados Confederados da América (sul), criando um ótimo exército e inúmeras fábricas de munição e armas.

Seu governo centralizador reduziu os direitos particulares dos estados sulistas. Para a defesa desses estados, entretanto, havia declarado a secessão, sustentando uma guerra separatista que durou cerca de quatro anos. Aprisionado pelos nortistas em 1865, foi encarcerado por dois anos no Forte Monroe. Foi solto depois da guerra, sem ter passado por processos de julgamento. Passou o resto da vida desde então desligado da política. Escreveu a obra Ascensão e Queda do Governo Confederado (1881), no qual conta a experiência de tentar criar um novo país a partir da união dos estados do sul dos Estados Unidos.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados