charles-gounod in1Charles Gounod

Nasceu no dia 18 de junho de 1818, na cidade de Paris, França. Morreu no dia 18 de outubro de 1893, na localidade de Saint-Cloud.

Após ter feito os estudos clássicos, frequentou o Conservatório de Paris, obtendo, em 1839, o Prêmio de Roma com a cantata Fernande. Assim, pôde ir para a Itália em 1840. O estudo das obras de Giovanni Pierluigi da Palestrina e dos polifonistas (músicos eclesiásticos) italianos despertou-lhe um certo misticismo, perceptível numa Missa, executada em Roma, na Igreja de São Luís dos Franceses, e num Réquiem, que despertou grande interesse em Viena, para onde iria no ano seguinte.

Data também de sua estada em Roma, o projeto de traduzir o Fausto de Johann Goethe. Antes de retornar para a França, foi para Viena (Áustria) e Leipzig (Alemanha). Estudou com fervor as obras de Felix Mendelssohn, Robert Schumann, Hector Berlioz, Johann Sebastian Bach e Ludwig von Beethoven. Inicialmente atraído pelo drama musical, compôs Sapho, representado em 1851. Seguiram-se A Freira Ensanguentada (1854), a comédia musical O Médico Apesar Dele (1858) e, em 1859, sua obra prima Fausto.

Os dramas compostos posteriormente, entre os quais Mireille (1864) e Romeu e Julieta (1867), não alcançaram a genialidade de Fausto. Entre as músicas sacras destacam-se os oratórios Redenção, trilogia sobre a paixão de Cristo, e Morte e Vida. Compôs ainda motetos e canções (A Noite, O Pequeno Vale e Serenata). Deixou inúmeras páginas de música sinfônica e de câmara, escritos autobiográficos e ainda Memórias de Um Artista e Don Juan de Mozart. É considerado o mestre da escola francesa, inspirador de Georges Bizet, de Gabriel Fauré e muitos outros.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados