nicolau-v-papa1Nicolau V

TOMMASO PARENTUCELLI nasceu no dia 15 de novembro de 1397, na localidade de Sarzana, Sardenha, Itália. Morreu no dia 24 de março de 1455, na cidade de Roma. Foi eleito em 6 de março de 1447.

Secretário, em Florença, do cardeal Niccolò Albergati, visitou várias capitais europeias e participou do nascente movimento humanista. Foi bispo de Bolonha em 1444, cardeal em 1446 e a seguir papa em 1447, sucedendo a Eugênio VI. Em 1448, assinou com Frederico III a Concordata de Viena, a qual regulou a espinhosa questão da colação de benefícios eclesiásticos. No ano seguinte, pôs fim ao cisma de Félix V (antipapa). Em 1452, coroou Frederico III e tentou, em vão, levar os príncipes cristãos a empreenderem uma nova cruzada, após a queda de Constantinopla, em 1453.

Fundador da Biblioteca do Vaticano, apoiador generoso das artes, quis fazer de Roma a capital da Renascença. Entretanto, descuidou-se da administração temporal dos seus estados, em especial da própria Roma. Isso motivou uma conjuração, liderada por Estevão Porcaro, um nobre romano. Descobertos os planos, o conspirador e seus principais cúmplices foram condenados à morte e executados. Ficou célebre a sua bula, emitida em 1452, na qual ele “libera” o rei português Afonso V para guerrear: “ (...) nós lhe concedemos, por estes presentes documentos, com nossa Autoridade Apóstólica, plena e livre permissão de invadir, buscar, capturar e subjugar os sarracenos e pagãos e quaisquer outros incrédulos e inimigos de Cristo”.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados