Urbano VII

JOÃO BATISTA CASTAGNA nasceu no dia quatro de agosto de 1521 e morreu no dia 27 de setembro de 1590, na cidade de Roma, Itália. Elegeu-se papa no dia 15 de setembro de 1590. Governou a igreja por apenas doze dias. Nascido no seio de uma família nobre, estudou nas melhores escolas. Na faculdade, obteve o título de doutor em Direito Civil e em Direito Canônico. Ingressou na Cúria Romana durante o pontificado do papa Júlio III. Fez uma carreira meteórica. Em 1553, com apenas trinta e dois anos, ordenou-se bispo, sendo designado para a cidade de Rossano. Depois, serviu como prefeito da cidade de Fano. Entre 1555 e 1559, governou as cidades de Perugia e de Úmbria. Chegou ao cargo de cardeal em dezembro de 1583 por ato do papa Gregório VIII.

Passou por diversos cargos na hierarquia da igreja até a morte do papa Sisto V. Com diversos problemas políticos, a igreja resolveu entregar-lhe o cargo de pontífice, em vista da sua vasta experiência diplomática. Mas não durou muito tempo, pois, antes do conclave, já estava com malária. Como curiosidade, a história conta que a curta passagem do Urbano VII no cargo de papa deu origem à primeira proibição de fumar em público. Ele ameaçava excomungar todo aquele que tomasse tabaco na varanda ou dentro de uma igreja, seja mastigando, fumando com cachimbo ou cheirando. Era conhecido pela cultura e pela caridade em relação aos pobres. Na economia, subsidiou os padeiros romanos para que eles pudessem vender o pão a baixo custo e restringiu os gastos de luxo no Vaticano. Politicamente, proibiu a prática do nepotismo.

20200804a


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados