Júlio III

JOÃO MARIA CIOCCHI DO MONTE nasceu no dia dez de setembro de 1487 e morreu no dia 23 de março de 1555, na cidade de Roma. Elegeu-se papa no dia sete de fevereiro de 1550 e entronizou-se no dia 22 do mesmo mês e ano. Na infância e na adolescência teve como preceptor um humanista. Na idade adulta, estudou Direito nas cidades de Perugia e Siena. Sobrinho de um arcebispo, logo se definiu pela carreira eclesiástica. Depois de cargos menores na igreja, ordenou-se bispo em março de 1513, recebendo a administração da diocese da cidade de Pavia. Popular pela natureza afável e respeitado pelas habilidades administrativas, foi duas vezes governador da cidade de Roma e encarregado por vários deveres da cúria papal.

Com a invasão de Roma em 1527 pelo imperador Carlos V, do império sacro-germânico, virou um dos reféns dados em garantia pelo papa Clemente VII. Por pouco escapou da morte. Tornou-se cardeal em dezembro de 1536, recebendo a administração da Palestrina. Teve outras funções importantes na igreja, com destaque para a presidência do Concílio de Trento, realizado entre 1545 e 1547. Elegeu-se papa com o apoio da facção francesa, escolhendo o nome de Júlio III. No início do reinado, o papa tinha a intenção de promover profundas reformas na igreja, mas não alcançou os objetivos. Durante o pontificado, restaurou o catolicismo na Inglaterra. Desinteressado pelos assuntos políticos, passou grande parte do papado envolvido com as artes e a cultura.

julio iii


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados